Quem Somos
Embaixadores
Promoção de Produtos Certificados
Lenços de Namorados
Olaria de Barcelos
Figurado de Barcelos
Bordado de Guimarães
Bordado de Viana do Castelo
Renda de Bilros
Destaques
GIP-adere
Dinamizar
Formação para Empresários "Medida 3.1."
Aponte para o Gerês
PICA (Promover a Igualdade Construindo Alicerces)
Formar Para A Igualdade
Postais Lenços de Namorados
Viveiro de Artesanato
Bonecas Biotradicionais
Facebook
Newsletter
Subscreva a Newsletter Adere-Minho para ficar a par de todas as nossas novidades.
Pesquisar
Prémios do site

designersdepot

06.jpg
Certificação das Rendas de Bilros de Vila de Conde - primeiro produto certificado após publicação Dec. Lei
Sábado, 25 de Julho de 2015

A ADERE-MINHO enquanto organismo acreditado pelo IPAC para certificar produtos artesanais não alimentares, procedeu hoje à certificação de mais uma tradição secular, as RENDAS DE BILROS DE VILA DE CONDE, cuja entidade promotora do processo é a Associação para Defesa do Artesanato e Património de Vila do Conde.
Esta cerimónia simbólica decorreu na abertura da 38ª Feira Nacional de Artesanato de Vila de Conde, que contou com a presença da Sra. Presidente do Município Dra. Elisa Ferraz, do Sr. Deputado da AR Engº Altino Bessa, e do Director Regional da Cultura Norte Dr. António Pontes, os Presidente da Direcção da Adere-Minho e da Associação Defesa Património Vila Conde – Engº Vilaça e Dr. Saraiva Dias, bem como outros convidados.

Neste dia histórico para Vila de Conde e para o artesanato Português, foi certificado o primeiro produto após publicação do Dec. Lei 121/2015 que regulamenta a partir de 30 Junho do corrente ano, o Sistema Nacional de Qualificação e Certificação de Produções Artesanais Tradicionais.

Foram certificadas as primeiras peças das Rendilheiras - Maria da Guia (da UPA Rendas de Bilros); Maria da Conceição; Isabel Carneiro e Madalena Barbosa.

Rendas Bilros  1

Rendas Bilros  5 Rendas Bilros  7

Rendas Bilros  8 Rendas Bilros  9

Rendas Bilros  2 Rendas Bilros  3

Rendas Bilros  4 Rendas de Bilros escola

.